31 de jan de 2011


"(...) E o que importa você sabe, menina. É o quão isso te faz sorrir. E só."

Caio Fernando Abreu

27 de jan de 2011


Minh’alma, de sonhar-te, anda perdida
Meus olhos andam cegos de te ver!
Não és sequer razão de meu viver,
Pois que tu és já toda a minha vida!

Não vejo nada assim enlouquecida…
Passo no mundo, meu Amor, a ler
No misterioso livro do teu ser
A mesma história tantas vezes lida!

“Tudo no mundo é frágil, tudo passa…”
Quando me dizem isto, toda a graça
Duma boca divina fala em mim!

E, olhos postos em ti, vivo de rastros:
“Ah! Podem voar mundos, morrer astros,
Que tu és como Deus: princípio e fim!…”


Florbela Espanca

26 de jan de 2011


“Vou ser feliz, sem me importar com o que isso irá causar aos outros… o importante é que não estou fazendo mal a ninguém, pelo contrário! Estou apenas enterrando as impurezas e toxinas da minha vida e deixando brotar uma bela e frutífera árvore”
 
Caio Fernando Abreu
Amar é o começo. O primeiro parágrafo. A primeira nota. É o que canta (e encanta). Amar é que nos faz falar. É o que nos faz acordar. É o que nos faz dizer "Bom dia" com o sorriso mais livre do mundo...

24 de jan de 2011

“Sou necessário
e na vida é impossível me evitar.
Sou quem honra o seu compromisso de novamente tentar.
Tenho mais um segredo,
dele você vai gostar:
Aquele irmão que falei no começo
se chama Acerto, que é onde você vai ganhar.
Bem, chega de enrolar,
há muito tempo dizem de mim,
(e eu não sei quem foi que disse)
que me fazer é humano
mas persistir em mim é burrice!
Pode me pronunciar, não tenha medo.
Ponha a cabeça no travesseiro olhando pra mim
e diga baixinho bem assim:
“Seu nome é Erro, você é meu mestre, meu querubim.”
 
Elisa Lucinda

22 de jan de 2011

Momento Nostalgia

Desde ontem to com saudade da Turma do Charlie Brown, ou o seu título original, "Peanuts". Afinal, é desenho pra adultos ou pra crianças? Quando criança, me divertia com o snoopy, quem não gosta de um cachorro quase gente? E não entendia bem as frases filosóficas dos seus amigos. Concluindo, é um desenho animado para todas as idades.
O meu personagem favorito, era o Linus carregando aquele cobertor azul aonde ia, apesar de ter ganho o apelido de Patty Pimentinha, devido a uma das personagens.
Confesso que ultimamente tenho me identificado com alguns personagens, como as crises existenciais do Linus, os complexos do Charlie Brown e até com a acidez da Lucy.
Em 2010, a turma completou os seus 60 anos, e pra homenagear e lembrar, eis aqui algumas frases marcantes:

Linus:

“Eu gosto da humanidade. O que eu não suporto são as pessoas.”
“Mas o amor não existe para fazer a gente feliz?”
“Nenhuma sensação no mundo é tão boa quanto a de alguém que acabou de se livrar de uma obrigação.”
“Aquela menina é tão linda… e ainda por cima tem cheiro de papelaria.”
“Irmãos e irmãs jamais deveriam pertencer à mesma família.”
“Não falei que tô apaixonado por ela, simplesmente disse que gosto do chão que ela pisa.”
"O objetivo da escola é estudar, estudar e estudar. Para ir para o segundo grau e estudar, estudar e estudar. Para ir para a faculdade e estudar, estudar e estudar. Para conseguir um bom emprego, constituir família e ter filhos. Filhos que vão para a escola... para estudar, estudar e estudar."
"Como você pode dizer que eu estou gordo? Estou apenas com estômago musculoso."

Lucy: Você sabe o que mantém as estrelas no céu, Linus?
Linus: Bem não sei o certo… tachinhas?

Linus: Eu nunca mais terei que ir à escola!
Lucy: Mas as férias de verão duram apenas 2 meses!
Linus: Para uma pessoa como eu 2 meses é nunca!

Charlie Brown: Este muro de pedras é sua nova terapia, Linus. A cada problema que você enfrentar, deve colocar uma nova pedra nele.
Linus: Não há tantas pedras no mundo assim, Charlie Brown!

Linus: Tire essa pata do meu cobertor cão estúpido, ou esteja preparado para sofrer as conseqüências!
Snoopy: a minha vida está cheia de sofridas conseqüências…


 
                                                                                Lucy:


 "Eu era mal humorada quando nasci, sou mal humorada hoje e serei mal humorada pro resto da minha vida... alívio!"
"Se todos concordarem comigo, todos estarão certos!"
 "Eu estou em uma nova campanha para ser agradável com as pessoas."
 "Eu nunca cometi um erro na minha vida. Achei que tivesse cometido uma vez, mas eu estava errada."
“Tudo que você realmente precisa é amor, e um pouco de chocolate”.
“Estes cinco dedos … Individualmente, eles são nada. Mas em conjunto, eles formam uma arma que é terrível!”
Lucy: "- Você não gosta de mim né, Schroeder?"
Schroeder: "- Não. Na verdade eu nunca gostei de você e é provável que eu nunca venha gostar."
Lucy: "- Mas não vamos deixar isso atrapalhar o nosso eventual casamento, não é?"

Lucy: "- Olhe de outra maneira, Charlie Brown, nós aprendemos muito mais das falhas do que das vitórias."
Charlie Brown: "- Isto me faz a pessoa mais esperta do mundo!"

Linus: Minha professora me entende …!
Lucy: Ou ela é um gênio ou ela é nova no emprego.

Charlie Brown: Dizem que a força da gravidade é 13% menor do que era 14,5 bilhões de anos atrás.
Lucy: De quem é a culpa?
Charlie Brown: Culpa? Não há culpa
Lucy: O que você quer dizer “Não há culpa?” Tem que ser culpa de alguém! Alguém tem de tomar a culpa! Encontre um bode expiatório!

                                                                     Charlie Brown:

"É melhor ter amado e perdido do que nunca ter amado na vida."
 "Nada como um amor não correspondido para tirar todo o sabor do sanduíche de manteiga de amendoim..."
"Sabe, Linus, eu tô desenvolvendo uma nova filosofia: Eu só preciso suportar um dia por vez."
"Esse é o segredo da vida: Substituir uma preocupação por outra."
 "Deve haver milhões de pessoas em todo o mundo que nunca receberam uma carta de amor... Eu poderia ser seu líder."
“No livro da vida, as respostas não estão na parte de trás”.
“Basta lembrar: uma vez que se está sobre a colina a começar a pegar velocidade”.






17 de jan de 2011

Amor Próprio



E o acaso sempre funcionando bem comigo, ao ligar a tv hoje, o primeiro programa que apareceu, era um debate sobre amor próprio. E não é que me caiu como uma luva?
Uma das frases dizia: SEJA RESPONSÁVEL PELA SUA VIDA. Tenha  AMOR PRÓPRIO! Se valorize, cuide de si antes de cuidar dos outros. É clichê, eu sei, mas quantas vezes esquecemos essa lição tão básica e vital e deixamos de praticar?
Mas ao mesmo tempo pensando a respeito, parece uma filosofia de boteco. Se me arrependo de alguma vez ter dado o meu amor? Absolutamente não! Amar é sempre válido. Como diz a música "a gente rir e a gente chora", aprendemos e amadurecemos sempre um pouco mais, nos inspiramos em palavras bonitas, palavras tristes, mas sempre sinceras.
"Mas não mereceram o seu amor", quem ta falando em ser amada? Isso não é amor próprio, é reciprocidade, é adestramento, é pegar um ser humano e dizer que toda vez que ele te tratar bem, vai ganhar um ossinho, e o que eu quero é um Amor.
E o amor próprio, aonde fica nessa história toda?
Eu me amo tanto que me permito procurar alguém que eu admire, que eu queira e que me desperte emoções. Então é um conceito um tanto questionador, passaria horas pensando em tudo isso. Afinal, qual o seu verdadeiro significado? Amor próprio, é se amar e não se venerar, é se deixar levar pelas emoções, se conhecer, se doar. Mas pera, isso não tem limite? Claro que tem.
E não ache que escrevo isso porque estou querendo cortar os meus pulsos ou me acabando em sofrimentos e lágrimas. Desculpa, meu mundo já existia antes de você, minha vida também.
Lembra aquele coração que você me deu no começo? Cuide dele, trate bem dele, reserve um lugar especial para alguém e permita que outro faça moradia na sua vida.
Você pode fazer alguém feliz, e isso sim é amor próprio: fazer de você mesmo algo bom para o outro. De que adianta se achar tanto, sem nunca ter ninguém para te dar a certeza? Alguém para lhe trazer também algumas dúvidas para não cair na mesmice.Eu quero é ser feliz, e eu não tenho medo de precisar não ser de vez em quando, é o preço que eu pago, sem esperar pelo troco!

Gostei muito desse conceito encontrado por aí:

Ter amor próprio também requer sermos justos, sermos capazes de olhar para os nossos erros, admitir os obstáculos e arregaçar as mangas para os enfrentar. Quando gostamos de nós mesmos, somos capazes de:

Terminar uma relação quando a pessoa com quem estamos é violenta (física ou emocionalmente);

Mover recursos para progredir na carreira em vez de nos acomodarmos a situações que nos desvalorizam;

Reivindicar as nossas necessidades afetivas;

Pedir ajuda quando não estamos capazes de resolver os problemas sozinhos;

Exteriorizar a tristeza;

Implementar mudanças que contribuam para a nossa saúde física e emocional.

"Eu acho que a gente não deve perder a curiosidade pelas coisas: há muitos lugares para serem vistos, muitas pessoas para serem conhecidas."

Caio Fernando Abreu

16 de jan de 2011


Não sei por que, mas a matemática da vida não funciona muito comigo. Não tem como colocar meus problemas numa máquina de calcular, extrair a raiz quadrada ou calcular o percentual para resolvê-los. Eu os encaro como um desafio, mais uma etapa da minha evolução. E meus sonhos, sendo realizados ou não, continuo acreditando. Porque sonhar é elevar a alma a um nível não natural. Meus erros e enganos do passado, durante muito tempo me martelaram a cabeça, e usando da matemática preferi subtraí-los da minha mente. Sei que muita coisa ainda está por vir, pra supostamente somar às minhas conquistas. Sei também que o pior pode acontecer e espero estar preparado pra sempre me manter de pé.
Matematicamente é impossível expressar minhas exatidões de maneira clara, porque eu sou sempre assim, meio surtada, que odeia a falta de oxigênio das obrigações. Talvez por isso, me reinvento sempre que a vida me exige um pouco mais, mas espero me reinventar quando eu mesma precisar de mim, porque um dia eu me olhei no espelho e vi refletido nele a única pessoa capaz de me fazer feliz em meio a tantos problemas.

14 de jan de 2011

Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças


Um pouco antigo, e um dos meus filmes preferidos, hoje especialmente estou pensando muito nele. Ouvindo a música tema sem parar: "um dia todo mundo tem que aprender".
Vamos ao filme... eu tb não gosto do Jim Carrey e todos os filmes que ele já fez, com todo aquele besteirol, por isso relutei ao ver o filme, mesmo quando indicado por pessoas de gosto apurado pelo cinema.
Mas, resolvi assistir... A Kate Winslet está em uma das suas melhores performances e o Jim Carrey, fez um filme totalmente diferente do que já havia feito.
Quantas vezes já desejamso que algo nunca tivesse acontecido, ou quantas vezes pedimos pra apagar da mente algumas lembranças?
Acontece que somos a soma de nossas lembranças e experiências, eu não seria a mesma sem elas, seria outra pessoa se não passasse por tudo o que já passei, aonde teria adquirido maturidade, coragem, experiência, e crescimento? (ta certo que ainda falta muito, mas que todas as lembranças venham somar).
Além do mais, tudo nos acontece como tem que ser, e nem sempre tudo são flores, todo relacionamento vem acompanhado de más e boas recordações, momentos mágicos e únicos e que depois viram momentos de dor e raiva. E quando a gente pensa, seria melhor esquecer tudo, e nunca ter conhecido, e os momentos bons, tb merecem ser apagados?
Eu não escolheria me privar desses momentos mágicos,maravilhosos, borboletários, porque tempos depois me trouxeram dor. Cada lembrança triste, vem tb uma lembrança feliz. Que causa tristeza tb, porque vem acompanhada de saudade. Mas isso ainda assim é infinitamente melhor que páginas em branco.
Eu não escolheria voltar atrás e não ter vivido tudo o que já vivi, ignorar os aprendizados, porque o sofrimento faz parte deles. Cedo ou tarde, temos que aprender as nossas lições.
Também se pudesse escolher, não repetiria muitas experiências. As lembranças tem o seu lugar no passado, não pretendo viver delas e ficar recaptulando.
Hemingway dizia que "não se deve voltar aos campos de batalha".
Super recomendo o filme, nos faz pensar muito.

4 de jan de 2011

Até parece
Que eu conhecia sempre você
Que me aparece
Quando eu não via jeito de ser
A gente esquece
Que a gente muda de bem-querer
Ah, se eu pudesse
Tinha esperado só por você
Quando amanhece
Eu ao meu lado vejo você
Eu digo em prece
Que a vida é linda como você
Eu que era louco
Eu que era triste
Deixei de ser
Até parece
Que só existe eu e você

(Vinicius de Moraes)